LIBERDADE DE OPINIÃO

O objetivo desse blog não é criticar negativamente as crenças e conceitos de outrem. É um exercício de reflexão com o mais puro sentimento de liberdade e de amor ao próximo. São textos de um mero estudante descobrindo o universo que vivenciamos.



quinta-feira, 7 de junho de 2012

CALENDAS E A TABELA DO IMPOSTO DE RENDA

No calendário romano as “calendas” eram sempre o primeiro dia de cada mês, normalmente utilizados para os pagamentos. É importante acrescentar que o dito popular “dia de São Nunca” tenha se derivado de uma expressão utilizada pelo imperador Augusto: “Ad kalendas graecas”, numa tradução simplista significa que “isso nunca vai ocorrer”.

“Temos de fazer os cálculos. Provavelmente o custo para esse ano será de algo como R$ 1,6 bilhões com a correção da tabela. Nós temos de achar uma fonte para essa nova despesa: ou renúncia de receita, ou a gente faz algum ajuste em algum tributo ou fazemos nova redução de despesa”. É a frase do ministro da fazenda a respeito da correção da tabela do imposto de renda.

Refletindo sobre a frase do nobre ministro, penso que o povo paga de uma forma ou de outra. Pelo corte no orçamento, proporcionando redução de investimento público para atendimento das necessidades básicas da sociedade ou pelo aumento de alíquota de tributo.

Vou esperar as “calendas” para ver que uma correção da tabela do IR de verdade só vai ocorrer “Ad kalendas graecas”, ou seja, no dia de São Nunca.


Texto publicado no blog Além da Escrita em 06/03/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário