LIBERDADE DE OPINIÃO

O objetivo desse blog não é criticar negativamente as crenças e conceitos de outrem. É um exercício de reflexão com o mais puro sentimento de liberdade e de amor ao próximo. São textos de um mero estudante descobrindo o universo que vivenciamos.



domingo, 17 de outubro de 2010

HAARP

Os Rosacruzes estudam, entre outros temas, ao longo dos últimos séculos as ondas eletromagnéticas e sua aplicabilidade cotidiana em benefício da humanidade. 

Fazendo uma breve análise sobre um documentário exibido pelo The History Channel chamado de “Guerra Climática”, o qual levanta a hipótese de utilização de ondas eletromagnéticas para manipulação do clima, entretanto, as autoridades negam. As pesquisas ocorrem através de três centros nos EUA. Além deles existem outros com objetivos comuns, sendo alguns de propriedade União Européia, Inglaterra e Rússia. 

O documentário comenta sobre o projeto HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program) em português Programa de Pesquisa da Aurora Ativa de Alta freqüência. Coordenado pela força aérea e a marinha americana juntamente com a universidade do Alaska. O projeto consiste em uma grande área com antenas poderosas que emitem radiação em direção a ionosfera, isso permite alterações no clima, podendo gerar temporais, protegendo de furacões até manter o clima seco. Há uma linha de especialistas que não estão diretamente ligados aos estudos, mas especulam que o Furacão Katrina pode ter sido causado pela chamada guerra climática. 

O sistema consiste em 180 antenas, com 15 colunas e 12 linhas, transmitindo um sinal em sentido ascendente que é absorvido parcialmente a uma altitude no intervalo de 100 a 350 kilometros dependendo da freqüência que queira estudar.


 

 A atmosfera do planeta Terra compreende da superfície até o espaço camadas dividida em 05 partes, a saber:

• Troposfera;
• Estratosfera;
• Mesosfera;
• Termosfera;
• Exosfera.

A Ionosfera está localizada na Termosfera e é composta basicamente por íons e plasma, nela são refletidas as ondas de rádios até 30 MHZ.

Um ponto interessante é que a Universidade do Alaska recebe recurso de departamentos americanos, entre eles o da Agricultura, Energia, Defesa e a NASA. Segundo a Universidade o objetivo do HAARP é estudar as propriedades físicas e elétricas da ionosfera que podem afetar os sistemas de comunicação e navegação.

O importante é que essas pesquisas possam trazer respostas para grandes questões atmosféricas e possibilitar implantação de programas relacionados à sustentabilidade ambiental. Mas, para que isso aconteça é importante que haja intercâmbio entre as universidades no mundo, isso pode permitir, por exemplo, a diminuição da fome com aplicações agrícolas.

Para finalizar, este texto faz lembrar as histórias das danças sagradas dos indígenas ao redor do fogo para fazer chover... Remetendo a uma reflexão que o conhecimento primitivo tinha algo especial ou um fundo de verdade, pois considerando as energias emitidas pelo poder de seus pensamentos, mesmo que numa escala menor, tinham o intuito, de alguma forma, ionizar as nuvens formadas por aquelas fumaças. Surtindo efeito ou não, o que me deixa curioso é qual a origem desses conhecimentos...

Fernando Monteiro, 17 de outubro de 2010.

Um comentário:

  1. Isso passou no History?Interessante. Aqui usamos há muito tempo, manipulação de clima para garantir chuvas quando o clima está muito seco. Em Santa Catarina, numa cidade chamada Freiburg, em homenagem aos fundadores, eu e minha esposa vimos um foguete que, quando necessário, era disparado em direção às nuvens e liberava um determinado elemento o qual provocava precipitação pluviométrica para garantir a cultura típica da cidade: maçãs, muitas maçãs. Ele são exportadoras e a fábrica é imensa. Guerra eu não acredito mas manipulação climática, com certeza.Outra coisa: a tecnologia do tal foguete era russa.

    ResponderExcluir